0

Quando nos anos 90 as boys band apareciam um pouco por todo o lado, Portugal não quis ser a excepção e a primeira banda do género a surgir por cá foram os Excesso. Tiveram logo uma grande aceitação por parte do público feminino e foram um sucesso avassalador de vendas, criando uma febre que iria demorar a desaparecer.

Os Excesso apareceram após um casting (como era comum neste tipo de bandas lá fora), recebendo depois um treinamento exaustivo a nível de dança de modo a executarem as coreografias que iriam levar o público a loucura. Existiu também um tratamento a nível de imagem e de como deviam agir diante das suas fãs, que rapidamente começaram a criar clubes e a seguirem eles para os programas de televisão e eventos um pouco por todo o país.

O primeiro disco, Eu sou Aquele editado pela Polygram em 1997, foi logo um sucesso de vendas sendo ajudado pelas aparições que faziam em programas da SIC, como o Roda dos Milhões ou o Big Show Sic. Rapidamente surgiram outras boys band, mas nunca nenhuma conseguiu os tirar do topo, sendo sempre os mais populares quando apareciam nas revistas como a Bravo ou 100% pop.

Foto de idolosecromosdamusicaportuguesa

A banda era constituída pelo Carlos, Gonzo, João Portugal, Duck e Melão. Uns com mais jeito para o canto que outros, uns mais populares que outros e assim foram gerindo o grupo que soube espremer bem o sucesso do primeiro álbum, foram dois anos onde apareciam um pouco por todo o lado, até que em 1999 decidem gravar um novo disco, chamado Até ao fim.

Apesar de não apresentar números tão estrondosos como no primeiro, não deixou por isso de ser um sucesso, com os membros a tentarem adoptar uma posição mais madura. As frases "sou tímido" ou "se não fossem as fãs não existíamos" deram lugar a pérolas como "sinto que crescemos como artistas".

Chegaram a originar uma colecção de roupas de João Rolo, e eram capas de revista com gimmicks como irem de helicóptero para concertos, ou aparecerem vestidos como armaduras. Mas como todas as febres musicais, esta esmoreceu e este grupo começou a sofrer com algumas discussões internas e um boato que envolvia Melão e o jogador de futebol Calado. Alguns dos membros ainda editaram discos a solo, como o Melão e o João Portugal, mas foram todos desaparecendo do mapa, levando consigo as restantes boys band.


















Enviar um comentário Blogger