0

Foi um dos avançados que marcou os anos 90, jogando por clubes como o Marselha, Milão ou Bayern Munique. Papin era letal na pequena área e ficou conhecido pelos seus golos de técnica apurada.

Jean-Pierre Papin nasceu a 5 de Novembro de 1963 na França, começando a dar nas vistas em 1985 no Club Brugge, assinando no ano seguinte pelo Marselha onde se tornou um dos futebolistas mais conhecidos do clube e o melhor marcador do campeonato durante cinco épocas consecutivas, de 1988 a 1992.

Cimentando o seu lugar nas primeiras temporadas, Papin era já um dos destaques do clube quando este conseguiu o feito de ser tetra-campeão (de 89 a 92), e conseguindo até chegar a uma final da Taça dos Campeões Europeus em 1991, onde perdeu com o Estrela Vermelha de Belgrado na decisão por grandes penalidades. Foi também nesse ano que venceu a Bola de Ouro que premiava o melhor futebolista Europeu. Foi o único jogador a conseguir esse feito enquanto ao serviço de um clube Francês.


No ano seguinte bateu o recorde Mundial de transferências, assinando pelos italianos do AC Milão, sendo o primeiro Francês a rumar para o Calcio desde Michel Platini, mas onde não foi muito feliz, assolado por lesões e problemas na adaptação ao estilo de jogo dos Rossoneri. Apesar de ter sido campeão nas duas temporadas que passou em Itála, em 1994 foi para o Bayern de Munique onde também não teve muito sucesso, sofrendo com as lesões e jogando ocasionalmente como na final da Taça Uefa que venceu frente ao Bordéus, equipa para onde se transferiu em 1998.

Pela selecção não teve melhor sorte, apesar de apoiado por talentos como de Cantona e Ginola, não conseguindo grandes resultados quer nos mundiais quer nos europeus. Acabou a sua carreira em 1998, vendo o sucesso de uma nova geração de futebolistas franceses, e começando uma carreira de treinador que não conheceu o mesmo sucesso da sua como futebolista.
































Enviar um comentário Blogger