0

Um dos maiores nomes do Atletismo nos anos 80, Carl Lewis bateu recordes atrás de recordes e era um dos homens mais fortes em todos os Jogos Olímpicos da década de 80 e 90. Conhecido como o Sr. Ouro pela facilidade em conquistar medalhas de ouro nos JO que participava, ficou para sempre na história do desporto como um dos melhores atletas de sempre.

Frederick Carlton Lewis nasceu a 1 de Julho de 1961 nos Estados Unidos, mais propriamente no Alabama, onde começou a dar nas vistas aos 13 anos nas provas de saltos que efectuava nas competições escolares. Em 1979 começou a entrar em competições e apurou-se para o grupo de atletas que iriam representar a América nos Jogos Olímpicos de 1980, na prova de salto em comprimento e no 4x100, Lewis começava assim a mostrar que para além do salto, era um sprinter a ter em conta.

O boicote dos Americanos aos JO de Moscovo infelizmente fez com que não pudesse mostrar todo o seu talento, dedicando-se então a vários campeonatos mundiais e locais começando a emergir como um dos nomes mais fortes do sprint e do salto em comprimento. As três medalhas de Ouro no Mundial de Helsínquia fizeram com que entrasse para os Jogos Olímpicos de 1984 como um dos alvos a abater, e as quatro medalhas conquistadas provaram e cimentaram o seu nome como sprinter e atleta de eleição. 100 Metros, estafetas 100 metros, Salto em comprimento e 200 metros foram as provas que deram o ouro a Carl Lewis e o elevaram ao estrelato mundial.


Lewis queria igualar o recorde de Jesse Owen, o que conseguiu e a esperança dele era de assim conseguir acordos de patrocínio e ficar mais popular junto do público em geral.

O problema foi que isso não se sucedeu, em parte pela atitude arrogante do atleta, que se gabava muito e o fazia não ser muito querido por parte dos seus concorrentes e de algum do público que assistia as provas. A comparação que o seu agente fez à super estrela de pop Michael Jackson não ajudou à coisa, assim como os rumores constantes de que o atleta era gay.

Mas foi sem sombra de dúvida o melhor ano da sua carreira, os feitos atingidos nesta altura fizeram com que se tornasse parte da história do desporto e ao longo dos anos fizesse sempre parte da lista de melhores atletas, sendo até eleito desportista do século por muitos da especialidade.

Nessa altura começou a aparecer competição por parte de um atleta chamado Ben Johnson, que teve uma rivalidade interessante com Lewis e fez com que o público Americano prestasse mais atenção a este tipo de eventos.

No campeonato do mundo de Roma em 1987 vieram mais três medalhas de Ouro, provando que o atleta estava em forma e pronto para os JO de 1988 em Seul. A rivalidade com Johnson ganhava contornos surreais, com acusações de doping de parte a parte, pioradas quando este acusou positivo na final de 100 metros dos Jogos Olímpicos, perdendo a medalha de ouro que acabou por ser entregue a Lewis.

Aos 30 anos, Carl Lewis surpreendeu no campeonato de mundo de Tóquio em 1991, vencendo os dois maiores nomes da altura nos 100 metros e batendo inclusive o recorde, provando que continuava um atleta cima da média e um nome a ter em conta. Ele admitiu que o facto de ter mudado para uma dieta Vegan contribuiu para esses resultados fora de série e que ajudaram ele a manter-se em competição para algumas provas importantes nos anos 90.

A prova de salto nesse evento provou ser uma das emocionantes de sempre, com Lewis e Powell a superarem-se um ao outro em saltos consecutivos, com o último a sagrar-se campeão e recebendo inclusive os elogios e parabéns de Carl lewis pela prova que ambos efectuaram. Apesar da idade e da rivalidade com Powell, outro atleta fantástico no salto, Lewis conseguiu a medalha de ouro nesta modalidade tanto nos jogo de 92 como nos de 96. Um feito notável assim como a medalha de ouro na prova de estafeta nos JO de Barcelona e a de prata nos de Atlanta. Sem sombra de dúvida um atleta fantástico e que competiu sempre em grande nível até final da sua carreira.


















Enviar um comentário Blogger