0

Uma marca centenária e que é uma presença constante nas cozinhas dos Portugueses com as suas massas, bolachas, cereais ou farinhas. A Nacional é também conhecida por um dos slogans mais míticos da publicidade em Portugal, afinal quem não conhece "O que é Nacional é bom"? (e confessem que leram com a voz do anúncio).

A Nacional é uma marca Portuguesa com cerca de 165 anos, tem um património histórico inigualável e acompanhou os Portugueses desde sempre, sabendo adaptar-se às suas necessidades e apresentando produtos de qualidade, apresentando sempre o refrão "saber fazer". Das massas às bolachas ou dos Cereais às farinhas, a Nacional é daquelas marcas que podemos encontrar em muitas das cozinhas de Portugal e a dada altura exibiu uns anúncios que colocaram todos a cantarolar "O que é Nacional é bom".

Sediada em Águas Santas na Maia, a fábrica para além de produzir para o nosso mercado trata de exportar muito do que produz para o estrangeiro, em especial para a Angola. Com 165 anos continua com uma saúde financeira invejável, a administradora da Cerealis (detentora da marca nestes dias) e responsável pela Nacional Graça Amorim diz que os lucros neste momento rondam os 32 Milhões de Euros, um número bem agradável e a prova que continuam a merecer a confiança dos Portugueses.


Foi em 1849 que a Rainha D. Maria II autorizou que João de Brito (com o apoio do Duque de Saldanha) utilizasse nos seus produtos a marca Nacional. Os herdeiros de João de Brito alteraram um pouco o nome da companhia e em 1919 adoptou ainda o nome Companhia Industrial de Portugal e Colónias e nos anos 20 modernizaram por completo as fábricas que ajudaram a empresa a crescer e a construir novas fábricas.

Conhecidos artistas colaboraram em cartazes para a companhia, nomes como Jorge Barradas, Stuart Carvalhais ou até Fernando Pessoa colaboraram com a empresa e ajudaram a criar cartazes publicitários. Dedicando-se à produção do pão (e à venda do mesmo), nos anos 30 tinha já várias fábricas que permitiam à Nacional diversificar os seus produtos com Arroz, Massas, Cereais de pequeno almoço e muito mais. A marca começou a preocupar-se muito com a apresentação das suas embalagens e o N tornou-se o símbolo por definição e que todos reconheciam como sendo da empresa em questão.

A sua fábrica de Moagem em Xabregas é uma das mais importantes, e mesmo passando por algumas dificuldades é sempre recuperada pela companhia e muito recentemente (em 2013), foi até re-inaugurada pelo Presidente da República. Com o reconhecimento da sua qualidade dentro e fora de portas, os anos 80 foram de ouro para a empresa que adoptou finalmente o nome de Nacional - companhia industrial de transformação de cereais.


Os seus anúncios com uma voz a cantarolar "O que é Nacional é booom" conquistaram o país, numa altura em que era importante reconhecer as marcas, todos nós velhos ou novos conhecíamos esta de gingeira. As suas bolachas não eram más, as massas eram melhores e muitos gostavam dos seus Corn Flakes para comerem pela manhã.

Uma das mais importantes marcas nacionais sem sombra de dúvidas, que em 1999 é comprada pelo grupo cerealis que investe bastante na sua modernização e expansão para que conquiste novos públicos e chegue a mercados onde não tinha muita presença. Exporta para 37 Países e almeja chegar ainda a mais, mostrando que está bem e recomenda-se.

Quem mais é fã desta marca? Sempre fui fã quer das suas bolachas Maria quer em especial das de Aveia, bem boas com alguma manteiga a barrar elas. E o seu anúncio às bolachas era fantástico com a música a ganhar tons épicos e com um toque de clássico.



               

                



Enviar um comentário Blogger