0



Sem sombra de dúvida o cão mais famoso do entretenimento, Lassie atravessou gerações em séries e filmes que nos faziam apaixonar por esta cadela inteligente que ajudava os humanos como poucos conseguiam.

Nos anos 50 a NBC decide apostar numa série estrelando uma cadela que veio-se a tornar num fenómeno de popularidade. Com mais de 500 episódios emitidos entre 1954 e 1974, Lassie tornou-se o cão mais famoso do mundo, todos queriam ter um daquela raça e todos reconheciam de imediato uma imagem dela. Da raça Collie, o animal revelou ser sempre muito inteligente, sensível, corajoso e um grande amigo (especialmente de crianças).

A origem da personagem remonta a 1938, quando saiu no Saturday Evening Post um conto do britânico Eric Knight, que rapidamente se tornou num livro que em 1943 era um best seller e um sucesso mundial que levou à sua adaptação para o cinema. O filme tornou-se um êxito, mostrando a história de como um cão que é vendido, volta para sua casa andando mais de Mil quilómetros para felicidade das crianças da família. Aliás foi também por causa da perfomance deles que a cadela sobressaiu e o filme virou um sucesso.

Depois de saírem mais 6 filmes, chegou a altura desta história ser adaptada para a Televisão numa série que ficou conhecida mundialmente e tornou o nome Lassie um dos mais fortes do entretenimento. Foram cinco formatos diferentes que foram apresentados ao público durante os 20 anos que esteve no ar, Até 1968 pode-se ver diferentes famílias como donas deste Collie fora do comum, onde se viram sempre com algum problema que fazia com que tivessem que se desfazer da cadela e esta encontrasse outra família e ficasse amiga desta.


Uma coisa era igual em todas essas mudanças, existia sempre um menino que ficava amigo dela e vivia aventuras ao seu lado, sendo muitas vezes salvo pelo seu fiel amigo.

No final dos anos 60 os argumentistas decidiram mudar de rumo, e apresentaram uma fórmula que seria copiada por muitos. Lassie andaria por toda a Califórnia, sem ter donos e encontrando um novo amigo em cada episódio. Amigo esse que por norma atravessa alguma dificuldade e é com a ajuda do animal que eles ultrapassam esses problemas e criam um forte laço de amizade.

Todos queriam ficar com ela, mas no final de cada episódio sabia-se que ela iria partir e encontrar outro amigo. Essa fórmula seria usada por outro cão na série O Pequeno Vagabundo, que já foi falado aqui no blog.



Em 1972 decidem retomar a fórmula antiga, algo que marcou o começo do fim da série quando esta voltou a ter donos e ficar confinada numa fazenda, onde era amiga de uma pequena menina (algo novo) e do seu vizinho amigo.

Foi emitido na década de 60 pela TV Tupi no Brasil onde teve grande sucesso, e passado seis anos passou para a Rede Globo chegando a mais famílias e sendo transmitida diversas vezes pela estação Brasileira. Por cá a RTP transmitiu alguns filmes e presumo que alguma das séries também, afinal o êxito mundial da personagem assim o exigia. Quem era fã deste animal?















Enviar um comentário Blogger