0

Os Censurados foram um dos maiores exemplos do Punk Rock Português, uma carreira meteórica no final dos anos 80 sendo dos artistas mais conhecidos e copiados para K7, uma banda que deixou marca apesar de não ter sido um verdadeiro sucesso comercial.

João Ribas era o vocalista da banda Ku de Judas, e foi o principal mentor por trás dos Censurados, reunindo consigo Samuel Palito, Orlando Cohen e Fred Valsassina. Era a alma de Ribas, sempre indignado e revoltado que levava a que as letras das músicas tivessem ainda mais impacto junto do público, eram bem recebidas pelos jovens que viviam então em plena era Cavaquista e os seus concertos ao vivo estavam sempre muito animados e com bastante público.

Feedback 01 em vinil ganhou adeptos em 1988, e o disco com o nome da banda foi alvo de análise e elogios pelo fanzine mais importante do mundo punk e hardcore. Provava que mesmo com as letras em Português, a prestação dos músicos e a energia que entregavam nos concertos tinha tudo a ver com o espírito Punk. Não vale nada e Senhores Políticos eram duas das músicas que já todos tinham em k7 muito antes do disco sair, as suas actuações ao vivo estavam sempre cheias e com pessoal a gravar para passar aos outros.

Ainda lançam mais dois discos, o Confusão e o Sopa no começo da década de 90, mas as coisas começaram a esmorecer apesar de ainda terem tido tempo de participar no disco de tributo "Os filhos da madrugada", uma carreira muito curta mas com um forte impacto na música Portuguesa. Ribas continua na mesma onda com os Tara Perdida, dando sempre muito de si nas suas letras mas longe do tom Anarquista dos Censurados.












Enviar um comentário Blogger