0

Nicolau Breyner é um dos maiores nomes da Televisão em Portugal, e em 1980 dava cartas com inúmeros programas e novelas na RTP, sendo que muitos de nós recordam sempre com saudade o programa de variedades que ele tinha, o Eu Show Nico.

O Eu Show Nico teve duas encarnações, a primeira em 1980/81 e a segunda (e a que me lembro e muitos se lembram) em 1987/88 produzida pela Edipim e que podemos ver agora em repetição na RTP Memória. Isto dava se não me engano aos Domingos à noite, eu já conhecia o grande Nicolau Breyner de concursos como o Jogo das Cartas e das Novelas, mas miúdo como era não conhecia tanto esta faceta de showman comediante.

O programa de 81 tinha mais números musicais e personagens especiais convidadas, como o chinesinho limpopó do Badaró, enquanto que a de 88 apostava mais nos sketchs de humor com Nicolau e o seu elenco de actores e amigos e nuns momentos em que o actor estava no palco a falar connosco sobre assuntos da actualidade ao bom estilo de um talk show.

Todos ansiavam pela parte final do programa, e isto porque era aí que aparecia o quadro que todos mais lembram, o de um grupo de Piratas que cantava sempre no final uma cantiga bem animada e com uma letra a criticar algo actual e por vezes com conteúdo político.

Quem não se lembra do "Ah e o Pirata sou eu?" e o refrão da canção dos Piratas mantinha sempre esta letra:

Somos Piratas!
Somos Piratas!
Só não trazemos as gravatas
não sabemos fazer nós
Há mais Piratas,
E com gravatas,
que usam luvas
mas Piratas somos nós!








Enviar um comentário Blogger