0

A escola primária é sempre uma alegria, o estarmos a descobrir coisas novas, o termos novos amigos e o fazermos por vezes coisas divertidas nas aulas, como quando tínhamos que picotar algo.

Era naquela altura em que a Professora mandava fazer trabalhos manuais, algo que gostávamos sempre, já que significava que não íamos estar ali com tabuadas ou a tentar fazer letras bonitas, era o agarrar em tesouras, papel, cola, lápis e divertir-mo-nos a fazer algo criativo.

Só precisávamos de uma esponja, e um instrumento que era basicamente um alfinete, ou algo do género um pouco afiado, que tinha um bom cabo no fim, para agarrarmos e picotarmos como se não houvesse amanhã. Eu gostava disto, de fazer o recorte de algo, do barulho do alfinete no papel (por norma acho que era papel lustro) e na esponja, o poder fazer traquinices com aquilo e ameaçar alguém, tudo servia.

Não sei se ainda se pratica isso, com tantas coisas politicamente correctas e afins podem ter abolido isso, mas quero pensar que sim e que ainda se divertem a valer como eu me divertia com o simples acto de picotar.








Enviar um comentário Blogger