0


Esta música era um clássico no programa de rádio "Quando o telefone toca", e foi uma daquelas que quase todos cantaram mal mas ao mesmo tempo não passavam sem ela e adoravam ouvir a voz possante de Carlos Guilherme numa das suas músicas de cariz mais popular e de maior sucesso de sempre.

Quando o Coração Chora tem a mão de Luís Arriaga, mítico compositor Português e foi cantada pelo duo "Romeu e Julieta" lançando um dos singles de maior sucesso de 1983. Esta edição vendeu mais de 100 Mil unidades, passando várias vezes na rádio e ficando no 2º lugar dos mais vendidos do ano à frente de Moonlight Shadow de Mike Oldfield e só ficando atrás de Let's Dance de David Bowie, provando por isso ser um grande êxito, que foi de longe a música Nacional mais ouvida e vendida em Portugal (Portuguesa Bonita de José Cid ocupou o 18º lugar).

Carlos Guilherme era um conhecido tenor que aparecia por vezes na RTP, mostrando toda a intensidade dos seus dotes vocais mas sempre associado à música clássica devido à sua presença em óperas e peças clássicas de locais como o São Carlos. Aqui enveredou por um lado mais pop, ao lado de uma cantora desconhecida e de voz esganiçada que contrastava assim com todo o vozeirão do cantor lírico.



Um sucesso entre as mulheres e por isso um clássico dos programas onde se pedia a música que devia ser transmitida pela rádio, contribuindo para isso para o número de vendas que teve sendo assim a música Portuguesa de maior sucesso em 1983. Hoje em dia continua um clássico nos Karaokes e muitos gostam de exagerar para tentar chegar à intensidade do cantor, sendo uma daquelas músicas que por vezes é "cantada" mais para a diversão do que para a intensidade romântica que tenta transmitir.

E mesmo hoje muitos se enganam, e cantam "Quando o coração chora de amor" quando na verdade é "quando o coração chora é a dor".

Quando o coração chora é a dor

Por se recordar de um grande amor

E tantas vezes eu me lembro

Daquelas férias em Setembro

Das rosas, dos beijos que eu te dei



Como posso eu esquecer-te aqui

E as saudades que eu tenho de ti

Das noites quentes de Verão

Do vinho doce e da canção

Dos sonhos que contigo eu vivi



Quando o coração chora é a dor

Por se recordar de um grande amor

E tantas vezes eu me lembro

Daquelas férias em Setembro

Das rosas, dos beijos que eu te dei



E se um dia a gente se encontrar

Mesmo havendo muito para esperar

Estando Roma tão distante

Sei que não será diferente

E de novo se ouvirá cantar



(em italiano) Quando o coração chora é a dor

Por se recordar de um grande amor

E tantas vezes eu me lembro

Daquelas férias em Setembro

Das rosas, dos beijos que eu te dei)



Na na na na na na



Estando Roma tão distante

Sei que não será diferente

E de novo se ouvirá cantar



Quando o coração chora é a dor

Por se recordar de um grande amor

E tantas vezes eu me lembro

Daquelas férias em Setembro

Do que eu fui p’ra ti e tu per mi….





Enviar um comentário Blogger