0

Houve desenhos animados na nossa infância que nos marcaram mais por serem surreais do que propriamente por gostarmos de os ver, e Chapi Chapo é um bom exemplo disso. Uma produção Europeia em Stop Motion que fez sucesso na sua primeira passagem nos anos 70 e na sua reposição na década de 80.

Criada por Italo Bettiol e Lonati Stephano em 1974, Chapi Chapo foi uma série Stop-Motion Francesa com 60 episódios produzidos pela Belokapi. A RTP transmitiu por cá no final da década de 70, com a curiosidade de ser ainda a Preto e Branco tornando ainda mais surreal aquilo tudo. Quando repetiu nos anos 80, já muitos de nós a conseguimos ver a cores, como no meu caso que dei uma ou outra olhada a isto mas mais por causa da magnífica música de François de Roubaix que me captava a atenção.

O conceito da série era simples, eram 2 miúdos que se viam em braços com alguns problemas e os quais resolviam sempre antes do final de cada episódio. Simples e directo, tudo colorido com um mundo abstracto cheio de figuras geométricas que tornavam aquilo tudo muito estranho.

Quem se lembra de ver isto?





Enviar um comentário Blogger