2

21 Jump Street (Rua Jump 21 em Portugal, Anjos da Lei no Brasil), foi a série que ajudou Johnny Depp a ficar famoso, um drama policial que foi um sucesso mundial e que decorou muito caderno das adolescentes dos anos 80.

A série foi transmitida originalmente pela Fox entre 1987 e 1991, num total de 103 episódios em 5 temporadas que foram transmitidas pela Globo no Brasil e pela RTP em Portugal. O programa foi criado por Patrick Hasburgh e Stephen J. Cannel, numa tentativa da FOX conquistar o público mais jovem e um horário que era dominado pelas outras estações televisivas. Apesar das previsões do canal, a série revelou-se um sucesso, trouxe a estação para um público juvenil que há muito lhe fugia e o maior responsável por esse sucesso todo foi a presença de um jovem actor que se tornou um dos maiores ídolos adolescentes dos anos 80, o Johnny Depp.

Curiosamente ele lidou muito mal com isto tudo, entrando num processo judicial contra o canal para este o libertar do seu contrato, saindo no final da terceira temporada e podendo assim iniciar a sua carreira no cinema.

Ele inicialmente tinha recusado este papel, tendo sido outro actor a filmar o episódio piloto mas que não agradaram de forma alguma à Fox, que voltou a insistir com Depp fazendo ele voltar atrás na sua decisão.

Como o actor achava que isto não ia ter muito sucesso, assinou contrato para 6 temporadas e quando começou a ficar farto de ser o centro das atenções, de ser visto como um ídolo adolescente e das limitações do seu papel, quis sair da série e só conseguiu isso em tribunal.

Rua Jump 21 mostrava um grupo de jovens policiais, que devido à sua aparência podiam passar por adolescentes e ganhar a confiança dos mesmos. Eram frequentes os seus trabalhos à paisana em colégios e Liceus, normalmente para investigar problemas de droga mas neste programa era comum abordarem-se outros problemas, como a Homofobia, a promiscuidade sexual, as doenças sexuais ou até abuso de crianças. Esses problemas eram sempre resolvidos até o final do episódio que era sempre complementado com uma moral, típica da década que a série foi transmitida.

A ideia é baseada num programa utilizado pela polícia Norte-Americana, onde colocam um grupo de jovens polícias infiltrados entre os adolescentes. Não fui super fã da série, mas lembro-me de ver alguns episódios na RTP, se não me engano aos Sábados de Manhã e de não querer ver muito devido àquela moralidade toda em torno dos episódios que chegavam a torná-los algo maçadores.

Mas isto também era uma série mais para o agrado do público feminino, e isso via-se pelo sucesso das revistas Bravo onde vinham posters do actor lá dentro ou imagens que depois eram recortadas para decorar o caderno dessas adolescentes. Recentemente até foi feito um filme baseado na série, mas que não teve o sucesso esperado.










Enviar um comentário Blogger